Comissão de Implantação do PCCV garante que VPNI dos auxiliares será implantada no contracheque de fevereiro

Os membros da Comissão de Implantação e Avaliação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores do Poder Judiciário se reuniram, nesta quinta-feira (08/02), para discutir a minuta de implantação da Vantagem Pessoal Nominalmente Identificada (VPNI) que elevará os salários dos auxiliares de Justiça a 90% do vencimento base do cargo de técnico judiciário de forma escalonada.

Presidente do Sindjus-MA, George Ferreira; diretora de Recursos Humanos do TJMA, Milena Oliveira; desembargador Cleones Cunha; diretora Financeira do TJMA, Célia Regina Silva, e o diretor Financeiro da entidade, Márcio Luís Andrade   

Estiveram presentes na reunião como integrantes da comissão, o presidente do Sindjus-MA, George Ferreira; o diretor Financeiro da entidade, Márcio Luís Andrade; a diretora de Recursos Humanos do TJMA, Milena Vieira de Oliveira; a diretora Financeira do TJMA, Célia Regina Pereira da Silva, e o desembargador Cleones Cunha que preside a Comissão.

A pauta das discussões foi a resolução que regulamenta a implantação da VPNI para servidoras e servidores que ocupam os cargos de auxiliares judiciários de apoio administrativo e auxiliares judiciários de apoio operacional. Durante o encontro, ficou definido que a primeira parcela da VPNI para os referidos servidores será implementada no contracheque de fevereiro.

A implantação da VPNI é uma luta árdua e histórica da Diretoria do Sindjus-MA que durante anos vem discutindo e articulando a situação das atribuições dos auxiliares judiciários que desempenham as mesmas funções dos técnicos nas secretarias judiciais.

“Esse é um momento pelo qual muito lutamos, foi um trabalho intenso do Sindjus-MA e é primordial agradecer o apoio e a confiança dos auxiliares judiciários, tanto do apoio operacional, quanto do apoio administrativo, por sempre estarem ao lado do Sindicato nessa demanda. Queremos agradecer também aos técnicos judiciários, aos analistas judiciários, aos oficiais de justiça, aos comissários de infância e juventude e a todos os secretários judiciários que confiaram e que deram total apoio a essa pauta, que não representa apenas o anseio de um cargo. Essa é uma pauta de luta, uma vitória não só de um cargo, mas de toda a categoria. Essa conquista mostra que quando os servidores estão unidos em torno de um objetivo, ainda que seja beneficiar uma carreira, toda a categoria sai vencedora”, destacou o presidente do Sindjus-MA, George Ferreira.

A Diretoria do Sindjus-MA também reconheceu o papel da Administração do Tribunal de Justiça nessa terceira etapa de implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores do Poder Judiciário (PCCV).

“Também estendemos os agradecimentos ao desembargador Lourival Serejo, que enquanto relator da Comissão de Elaboração do PCCV, acreditou e assimilou a importância da valorização para o cargo de auxiliar judiciário. Foi em sua gestão que o Plano de Cargos foi aprovado, e posteriormente, foi implementado na gestão do desembargador Paulo Velten, que também acreditou e apoiou a valorização dos servidores do Poder Judiciário. Por fim, agradecemos essa conquista também ao desembargador Cleones Cunha, presidente da Comissão, assim como a todos que contribuíram para esse importante reconhecimento”, completou George Ferreira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

YouTube Sotaque

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade